Monday, June 15, 2009

REVOLT OF THE ZOMBIES


Continuando a linha camp do post anterior, o destaque vai para Revolt of the Zombies (1936) uma terrível produção dos irmãos Halperin, que decerto será de todo o interesse para os admiradores de cinema de 'blue screen', com muitas das cenas filmadas sob um película vencida onde imagens de arquivo vão dando a 'profundidade' de cenário requerida. Esta delícia camp conta com algumas das piores interpretações do cinema do gênero e decerto será um must para os admiradores de Grade Z fabricados em pequenos estúdios que populavam Hollywood antes dos anos 1960 (esta é uma produção do Favorite Films Corp., distribuidora de alguns esquecidos filmes exploitation dos 40s e 50s). O luminar desta jóia é claramente o clássico camp-horror King of the Zombies (1941), um hilário e mal articulado artefato B que decerto teria sido esquecido se não fosse a presença do comediante Mantan Moreland, um dos atores afro-americanos mais importantes para a história do cinema americano dos 30s e 40s e, num plano secundário Madame Sul-Te-Wan (outra lenda dos chamados Race Films) que, embora recorrendo às costumeiras piadas racistas que permitiam a sua presença em cinemas de frequentadores 'brancos' , consegue marcar uma presença central no filme, ao lado do boçal Dick Purcell (um dos galãs da época). Vale pela presença de Moreland, tão poucas vezes valorizado e muitas vezes 'obliterado' devido aos estereotipos raciais que sempre interpretou no cinema mainstream.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home