Tuesday, June 19, 2007

FLUCTUATIONS: Sick Sixties Sex


Leo J. Rhewdnal não foi o primeiro realizador a cruzar a fronteira entre o experimentalismo e a pornografia. Aliás, a pornografia cinematográfica dos 60´s e 70´s, portanto, pré hardcore era, era um campo extremamente fertil para experimentações formais. Levando em consideração, claro, que a proposta inicial é sempre o erotismo. Andy Warhol já tinha prometido o entento no final dos 60`s, em NYC, com películas que são verdadeiros desafios ao naturalismo. Novamente NYC, só que mais underground. Sob a alcunha de Joel Landwehr perpetrou um verdadeiro desfile de taras sexuais, anomalias e seres desejantes no obscuro FLUCTUATIONS (1969/1970), uma epopéia em P&B, de descontinuidade narrativa e edição difícil. O filme abre com uma mulher lendo The Voyeur, de Henry Sutton, um clássico da contracultura. Segue, então, um misórdia de encontros, sensuais ou não, entre homens e mulheres, abolutamente gratuítos e gélidos. Tudo isso embalado por uma fotografia quase caseira e uma luta de kung fu (!) entre um homem e um adolescente. A edição da Something Weird Video é caprichada e visualmente bela; um Triple Feature, também com uma obra prima de Joe Sarno.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home