Tuesday, May 22, 2007


A perda da inocência infantil perante a violência e o desejo sexual dos adultos mediante um simbolismo abertamente freudiano, repescando todo o simbolismo dos contos infantis e o folclore Eslavo, num turbilhão simbolista que transpassa o onirismo surrealista. Tais qualidades, presentes na obra literária homônima do escritor surrealista Vítězslav Nezval, dão a este filme um sentido literário de 'crossover' entre Nosferatu de Murnau e Alice in Wonderland (tal como no livro de Nezval), transpostas por Jires numa luxuria de imagens de qualidade etérea poucas vezes sentida de forma tão imaginativa no cinema europeu dos anos 1970. Valerie and Her Week of Wonders, ainda considerada uma das pérolas mais obscuras do cinema europeu dos anos 70, conheceu até à poucos meses, uma única edição europeia em DVD, lançado em 2004, da label exploitation Redemption (que inicialmente o lançou-o em VHS, encaixando-o no seu catálogo exploitation como um teen exploitation bizarro), que ajudou a criar algum culto. É de resto conhecida a influência que o filme teve junto de Neil Jordan para fazer o aclamado The Company of Wolves e, também, que o projeto paralelo dos Espers, The Valerie Project tem como ponto de partida o filme e a espantosa trilha sonora que o acompanha.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home